Kamen Rider Zi-O ainda precisa de uma forte reviravolta para firmar o legado

zio-ii
Zi-O em sua segunda forma própria

A última série Kamen Rider da era Heisei está no ar há quase seis meses e até agora não conseguiu emplacar algo que fique marcado eternamente na memória do público. Tudo bem que a série tem a intenção de homenagear os Riders dos anos 2000 pra cá nessa reta final da atual era imperial (que se encerra logo mais em 30 de abril), os personagens tentam ser carismáticos, mas nada disso é suficiente.

Entenda, não estou dizendo que Kamen Rider Zi-O é ruim. Tem lá seus momentos bons (embora alguns outros sejam bobos), mas é um pouco estranho ver os heróis com as memórias perdidas. Sei que tudo isso é por causa da má influência dos Time Jackers ao criarem os Another Riders nos respectivos anos de onde vieram os verdadeiros Riders. O que afeta diretamente na linha do tempo de muita exibida nestes 19 anos.

Basicamente os arcos contam alguma história com a seguinte estrutura: os Time Jackers vão até um determinado ano e escolhem algum civil para se tornar um Another Rider do Rider da mesma época. Sougo e cia se deparam com o tal Another Rider, investigam o caso, conhecem o Rider da vez (com a memória dos tempos de herói apagada), voltam no tempo para enfrentar o Another Rider, ganham uma Ride Watch com o poder do Rider do ano e pronto. A homenagem tá feita.

Kamen Rider Zi-O tentou dar uma reviravolta com a volta de Tsukasa Kadoya/Kamen Rider Decade. O famigerado destruidor dos mundos ficou do lado dos Time Jackers e – sabe-se lá como – atualizou seu Deca Driver, podendo se transformar nos Riders que lhe sucederam. Talvez ele volte nos próximos episódios, mas até aqui sua participação na série não teve tanta consistência assim, a não ser abrir um portal para Sougo ir até o ano 2068 e finalmente dar de cara com Oma Zi-O. O seu próprio “eu” que devasta a existência dos Kamen Riders no futuro. Mas o mais complexo é o surgimento de um Woz alternativo que veio de uma realidade onde Geiz vence Oma Zi-O e se passa a ser chamado de Geiz Revive. Com o futuro alterado, surgem, pelo menos, três Kamen Riders jamais vistos até o presente: Shinobi (de 2022), Quiz (de 2040) e Kikai (de 2121). Este último dará as caras pela primeira vez no episódio do próximo domingo.

Ainda assim, Kamen Rider Zi-O está longe de deixar uma marca que os fãs possam guardar com carinho como um legado. Por incrível que pareça, Kamen Rider Decade ainda é uma série comemorativa que marcou parte do público de alguma forma, mesmo com todos os defeitos da trama,, mistérios jamais desvendados e fanservice barato. A Toei precisa complicar mais um pouco a vida de Sougo. Cedo ou tarde, vai sobrar tempo no cronograma depois que todos os Heisei Riders forem homenageados. O suficiente para o jovem enfrentar o seu destino como rei.

Anúncios

Autor: César Filho

Radialista. É autor do Blog Daileon e escreve semanalmente uma coluna sobre tokusatsu para o site JBox. Em Fortaleza, apresentou palestras em eventos como Sana e Anime Master entre 2013 e 2017. É fã de produções live action com efeitos especiais, principalmente das franquias Metal Hero, Ultraman e Kamen Rider. É admirador declarado pela cantora Yumi Matsuzawa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s